É só mais um bocadinho!

segunda-feira, maio 30, 2011

12º Encontro das Amigas do Peito e do Coração


Sábado, dia 28, foi o 12º Encontro das Amigas do Peito e do Coração, desta vez em Beja.
A Carla e a Isa organizaram o almoço e, para quem ficou, o jantar foi no Muralha - restaurante da Carminho e do Zé. Enfim, capaz de dar conta de qualquer dieta...
Foi óptimo rever as amigas (faltaram umas quantas) e houve um brinde extra - o Miguel, super bem disposto e sossegadinho.
O Karaoke já é habitual nestas andanças e animou a tarde (quente, quentíssima). Ao que parece, à volta de Beja caíu uma grande tempestade, mas ali nada se notou.
Gostei muito de rever as alentejanitas que já não via há uns tempos. Estão bem jeitosas, as maganas!
Ao jantar, a Carminho deixou-me a pensar quando perguntou se eu achava que os Encontros ainda eram o mesmo. No dia seguinte, foi a Margarida que deixou mais uma farpa ao dizer que eu estava bem e divertida, cantava e dançava, mas ao fim de algum tempo via-se que já não era a mesma... Enfim, tirando o facto delas não serem muito certas da bola, não deixam de ter alguma razão.
Para quem, como eu e muitas outras (felizmente), já estamos numa fase mais distanciada da doença, estes Encontros são para rever as amigas, conviver, brincar, conhecer algumas amigas novas com quem dialogamos pela Net, mas não têm a força e a premência que tinham quando nos encontrámos pelas primeiras vezes.
Nessa altura, estávamos completamente focadas na resolução do problema, toda a nossa energia era direccionada para esse objectivo e íamos buscar forças umas às outras. Foi um tempo mágico! Maravilhoso! A nossa união fez parte da nossa cura.
Actualmente, muitas de nós caminham para o restabelecimento da "normalidade". A doença começa a ficar lá mais para trás (sabemos que não é assim inteiramente, mas o dia-a-dia já não nos deixa muito espaço para ela) e estes encontros começam também a ser mais "normais". Não sei se me estão a entender, mas acho que as pessoas mais antigas neste grupo percebem o que digo.
Espero que, para as amigas novas e que batalham neste momento contra o bicho, estes encontros tenham um sabor tão mágico e tão maravilhoso como tiveram para mim.
Acho que este é o normal evoluir da nossa vida e ainda bem que é assim - é um excelente sinal de regresso à nossa saúde.

Por outro lado, carregamos às nossas costas com o peso da perda de algumas amigas e isso, a mim, tirou-me ao longo do tempo alguma disponibilidade. Particularmente, desde Setembro de 2009 - altura em que fiquei mais silenciosa...

6 Comments:

Querida Nela, compreendo-te. Por um lado, tirando a razão maior que te silenciou, é bom que as pessoas se encontrem num registo de emoções mais calmas e tranquilas. Se por um lado ficamos menos efusivos/as, por outro a ligação "sente-se" sólida e segura, mais do que nunca! O gang faz parte do meu coração para sempre e nem preciso de andar sempre a "checkar" a amizade. Espero e desejo que me aceitem como eu sou, com uma pancadita na cabeça e dois parafusos a menos. Acho que estes laços são verdadeiros e isso é que interessa.
Mil beijinhos querida Nela!

30/5/11 15:23  

concordo!!!
um grande beijinho
..

31/5/11 13:02  

Nela compreendo perfeitamente o que dizes, mesmo não as conhecendo pessoalmente, estou aqui desde a 1ª hora, todas são muito importantes na minha vida.
beijinhos

31/5/11 13:28  

up's não assinei
is@

31/5/11 13:29  

Concordo com o que escreveste...muito. Mas agora é a hora da "normalidade" e também de aproveitar estes bocadinhos para rever as amigas, conhecer outras e brincar, descontrair e, quiçá, aprofundarmos amizades.
É muito bom ver as Amigas a ir em frente.

Bjs

3/6/11 10:33  

Oi Nela
O que viveram antes de set09 foi muito forte, mas agora também
é muito importante, passares essa imagem de "normalidade", dá-nos muita esperança:) jokas

29/6/11 09:21  

Enviar um comentário

<< Home