É só mais um bocadinho!

quinta-feira, setembro 23, 2010

1 ano...

video

Todos nós temos uma ferida. Uma velha e profunda cicatriz. É essa cicatriz gigantesca, que cada um carrega no peito, que contém a soma de todos os nossos medos. De todos os receios e todas as dúvidas. Nessa grande cicatriz mora um alquimista, que vai vivendo a dor, transformando-a numa experiência enriquecedora.
Na grande cicatriz mora o profundo, mora o que de mais longínquo temos de curar. A grande cicatriz é o que não nos deixa ver mais longe, o que nos oprime mas também o que nos ensina. O que nos restringe mas também o que nos amplia, é onde mora o retrocesso e o avanço.
A Nicha foi à sua grande cicatriz. Teve essa coragem. Foi à fonte de todas as incertezas, ao domínio de todo o caos emocional e sentou-se lá. Viveu lá. Sentiu. Sabia que era aí que estava a ferida, mas também era aí que estava a cura. E foi aí que descobriu a sua capacidade de se reinventar todos os dias.Ela sabia que era aí na grande cicatriz que morava o medo, que morava o escuro, que morava o medo do escuro. Mas também sabia que era nesse buraco que morava a raiz de toda a perfeição.
Sabia que só no momento em que vencesse a inércia e encarasse o trauma de abrir essa cicatriz, só no dia em que a ferida fosse de novo aberta, toda a sua vida estaria justificada, porque tinha ido ao mais profundo de si mesma pôr-se em causa sem medo da sua própria rejeição.

Era ela! Aquela que foi capaz de ir à fonte de todas as incertezas, ao domínio de todo o caos emocional e sentar-se lá. Viver lá. Quando a maioria de nós dorme descansada à espera do fim...

21 Comments:

Que bonito, Nela.
Um beijinho e feliz recordação da tua amiga que olha por ti lá em cima.
TP

23/9/10 00:12  

Lindo!!
:o( beijinhos e para a Nicha*

23/9/10 00:34  

Um beijinho, Nela!

23/9/10 08:35  

Bonitas palavras em homenagem a tua amiga Nicha.
Um beijinho

23/9/10 09:28  

Bjs

23/9/10 09:51  

Beijinho grande.
Is@

23/9/10 10:47  

Só me ocorre dizer-te que percebo essa saudade e lembranças que nos doem e ao mesmo tempo nos alimentam a alma e nos deixam mais tranquilas. E se o sentimos, é porque valeu a pena a sua existência na nossa vida. Como eu te percebo...
Estou sempre junto de ti. Bjs.
Maria

23/9/10 11:37  

Não tenho mais nada para te dizer, que já não te tenha dito.

recebe este abracinho apertado.

beijinhos.

23/9/10 12:25  

Um abraço muito apertadinho.
Bjs

23/9/10 12:26  

Obrigada, minhas queridas. Estamos bem. Nós. E ela também, decerto.

23/9/10 15:09  

Um Xi-coração apertadinho!
Bjos

23/9/10 15:55  

Beijinhos de luz

23/9/10 16:52  

A Nicha está com toda a certeza muito bem. Xisinho grande Nelinha.
Natty

23/9/10 17:29  

Nela, imagino as saudades.Quero dar-lhe um abraço muito ,muito apertadinho. Bjinhos.
Cacilda

23/9/10 18:08  

que palavras lindas nela...
um grande bj

23/9/10 18:53  

...

Já conversámos... atira-te!Força!

As cicratizes são tramadas. E nunca sabemos quando as abrir/fechar. Tu saberás.

23/9/10 20:37  

Beijinho grande.

24/9/10 00:31  

Lindo texto, Nela! E que coragem teve sua amiga!
Um abraço carinhoso.

24/9/10 13:43  

*
Carmen.

24/9/10 23:19  

beijinhos Nela.

27/9/10 15:52  

Sinto-me pequenina, mas solidária.

um beijo

29/9/10 14:02  

Enviar um comentário

<< Home