É só mais um bocadinho!

quarta-feira, junho 02, 2010

Zapping

A semana não tem sido fácil… Hoje, só me apetecia esparramar-me no sofá e estupidificar em frente à televisão. Peguei no comando e fui utilizando o famoso símbolo do nosso alheamento – o zapping. Parei na RTP Memória ao ver o Fernando Tordo. E ali fiquei a ver uma excelente entrevista do Eládio Clímaco a um homem que sempre admirei.

Falaram de muito, de música, deste país (e de outro, mais esperançoso), do Ary (incontornável), dos amigos, da vida. E, em tudo, eu ouvi a palavra “tempo”. O tempo a passar, a vida a acontecer, nós de jovens até hoje. Quem fomos e onde estamos hoje. Os sonhos e as concretizações. O tempo.

Também hoje observei os meus jovens colegas de trabalho (somos muitos e já não conheço a maioria…) e revi-me neles. E vejo-me agora e sinto uma infinita ternura por eles, por quem são, por quem serão, por quem fui e por quem sou. Apeteceu-me dizer-lhes (e agora pego na Memória e no Tordo): Na minha vida tive palmas e fracassos; Fui amargura feita notas e compassos… E apeteceu-me dizer-lhes: mas não faz mal!
Aconteceu-me estar no palco atrás do pano; Tive a promessa de um contrato por um ano…
Não entendi a maior parte dos amores; Só percebi que alguns deixaram muitas dores…
Na minha vida fiz viagens de ida e volta; Fiz de tudo por ser um cavalo à solta…

Original é quem que se origina a si mesmo, que numa sílaba é seta, noutra pasmo ou cataclismo…

O título do post é Zapping, mas podia ser ternura... Ou podia não ser tão atabalhoado... Sei lá! Viver é... complicado, mas... Original é quem é expulso do paraíso por saber compreender o que é o choro e o riso.

11 Comments:

Não sei bem porquê, chorei ao ler o post. Estou mesmo mal.
Adorei!
Bj e bom fim-de-semana

VandaReis

2/6/10 23:06  

Linda divagação.

Gostei muito

Beijinhos

2/6/10 23:15  

Gostei e vindo de ti é sempre com muito sentimento á flor da pele!
E tu que conheces e entendes melhor que eu as perdas... sabes bem o que escreves.
Esta parte não entendi..." Original é quem é expulso do paraíso por saber compreender o que é o choro e o riso."
Beijinhos

3/6/10 00:54  

Pois Nela, "zapping" até está bem: tal como numa divagação sem rumo, numa aparente procura dum relaxante vazio, encontramos sempre algo que nos prende porque vem fundo e mexe com as emoções...ficamos um cavalo à solta...sem sela sem "donos"...
Adorei
TeresaM

3/6/10 13:12  

Pois Nela, "zapping" até está bem: tal como numa divagação sem rumo, numa aparente procura dum relaxante vazio, encontramos sempre algo que nos prende porque vem fundo e mexe com as emoções...ficamos um cavalo à solta...sem sela sem "donos"...
Adorei
TeresaM

3/6/10 13:13  

esta treta das palavras que devemos registar...dá nisto....tou sem óculos....epa, lá vou outra vez....

3/6/10 13:14  

"ZAPPING" é o que por vezes temos de fazer, par reorganizar tudo o que vai em nós. Sabes bem melhor que eu, a necessidade de o fazer, para arrumar a cassa e continuar em frente. Quando as perdas são rápidas e dolorosas nada melhor que um "ZAPPING" para as conseguir minimizar e continuar.
Um beijo grande para os dois e já com muitas saudades.
Cinda

3/6/10 14:17  

Nela ,também chorei,lindo post.
Beijinhos com muitas saudades.
Cacilda

3/6/10 15:38  

Nela, sinceramente hoje apatecia-me responder-te, ao teu Zaping, mas estou «fracota».
Por isso pedi ao Ary umas coisitas dele e envio-tas, para relaxares um pouquito:
«Filhos dum deus selvagem e secreto
E cobertos de lama, caminhamos
Por cidades,
Por nuvens
E desertos.
Ao vento semeamos o que os homens não querem
Ao vento arremessamos as verdades que doem
E as palavras que ferem.
Da noite que nos gera, e nós amamos,
Só os astros trazemos
A treva ficou onde
Todos guardamos a certeza oculta
Do que nós não dizemos,
Mas que somos.»
UM FIM DE SEMANA MUITO BOM PARA VOCÊS
Beijnhos
Manela

4/6/10 00:16  

Muito filosófica....

Quem dera que tudo fosse tão fácil como carregar um botão e mudar de canal.
Para nosso contentamento podemos sempre "recarregar" as baterias e sorrir.

Bom fim-de-semana

4/6/10 13:45  

Nela, estou de rastos sem forças mas não posso deixar de vir aqui saber como estão todas infelizmente aconteçeu o que eu temia,que Deus o tenha na sua glória.já estou em casa com o meu marido mas está a ser muito doloroso.

Beijinhos.

4/6/10 23:14  

Enviar um comentário

<< Home