É só mais um bocadinho!

quinta-feira, fevereiro 25, 2010

Se continuar a chover assim...


Terapêutica Hormonal e Terapêutica Dirigida

Todas as mulheres com cancro da mama deverão fazer o teste dos receptores hormonais. Esta informação é relevante para saber se o cancro necessita de hormonas (estrogénios ou progesterona) para se desenvolver. Os resultados podem condicionar a escolha e planeamento do tratamento.

A terapêutica hormonal impede que as células cancerígenas "tenham acesso" às hormonas naturais do nosso organismo - estrogénios e progesterona - que necessitam para se desenvolverem. Se os testes laboratoriais demonstrarem que o cancro da mama tem receptores hormonais, ou seja, que é "positivo para os receptores hormonais", pode fazer terapêutica hormonal. Tal como a quimioterapia, a terapêutica hormonal pode afectar as células de todo o organismo, pois tem actividade sistémica.

Na terapêutica hormonal são utilizados medicamentos que bloqueiam os receptores hormonais. Os moduladores seletivos dos receptores de estrógenio (SERM) bloqueiam os receptores de estrógenio nas células mamárias. Mas existem outras. Os inibidores da aromatase são substâncias que inibem a formação de estrógenio (do tipo estrona) no corpo.

Na amostra do tecido mamário deverá, também, ser analisado e pesquisado o aumento (ou sobre-expressão) do receptor-2 para o factor de crescimento epidérmico humano (HER2) - receptor existente na membrana das células tumorais, também designado gene HER2/neu .

Esta alteração corresponde a um sub-tipo específico de cancro da mama, denominado cancro da mama HER2 positivo (HER2+); este aumento é detectado, nos tecidos, por uma técnica laboratorial. O cancro da mama HER2+ está associado a maior agressividade da doença. Existe uma terapêutica (com um anticorpo monoclonal) específica para as células HER2+.

Estes medicamentos identificam alvos nas células cancerígenas ou substâncias normais que ajudam o crescimento das mesmas. Assim, atacam especificamente esses alvos, bloqueando o crescimento das células malignas e travando assim a sua disseminação, sem prejudicar as células normais, daí serem chamadas de terapêuticas dirigidas ou terapêuticas alvo.

Cada vez mais se tenta conjugar terapêuticas de modo a dar guerra a todos os sub-tipos tumorais que podem coexistir. Os tumores podem não ser exclusivamente de um tipo. Daí que, algumas vezes, se associe terapêutica hormonal (por exemplo: Tamoxifeno) com terapêutica dirigida (sendo a mais vulgar o Herceptin - trastuzumab), tentando assim "atacar" todas as hipóteses de crescimento dos tumores.

Mais informação em:
http://www.roche.pt/sites-tematicos/infocancro/

quarta-feira, fevereiro 24, 2010

Dia de consulta...

Hoje, foi dia de consulta. Os exames já estavam feitos, de maneira que foi mais para acertar a estratégia para a próxima season. Em Junho, farei análises para controlo hormonal e eco para controlo de qualquer coisa.... sei lá o quê... Hehehe. Parece que o meu braço está óptimo! Recuperou muito bem do linfedema e (quase) parece normal.
Coincidência das coincidências, deu para conhecer a Anne Marie - com quem ando a trocar mails há um tempo. Já tínhamos agendado um almocinho.
Informação importante a transmitir:
1 - Quem vier de fora para tratamentos (radio ou quimio) tem ao dispôr um "Lar", no IPO, onde poderá ficar. Para isso tem que contactar a Assistente Social;
2 - Meninas que tiveram tumores hormono-dependentes e fazem Tamoxifeno e Herceptin - pedi para saber porquê as duas coisas e já percebi. Vou escrever um textinho com isso e publico, ok?
Beijinhos

terça-feira, fevereiro 23, 2010

5 Meses...



quinta-feira, fevereiro 18, 2010

I'm back...!

Olá! Olá!
Cá estou eu de volta. Fomos até Barcelona. Foi uma excelente maneira de fazer 49 anos! 49! E não 50, como algumas Gosmas andam a dizer por aí... Aliás, já o dizem há mais tempo.

Apanhámos muito frio e uma chuvita parva, de vez em quando, mas que não foi suficiente para estragar os passeios que demos. Percorremos quilómetros e quilómetros. E adorámos tudo!
A minha admiração por Gaudi aumentou muito. Conhecia muito da sua obra, mas estar ao pé e ter a dimensão do que fez é muito diferente. Não imaginava a Sagrada Família tão grande... Adorei!

E foram Museus e Parques e Catedrais e Igrejas e mais Museus e Ramblas para cima e Ramblas para baixo.

Claro que temos centenas e centenas de fotos! Depois, mostramos.

Obrigada pelos parabéns que espalharam por todo o lado.

Estou muito feliz por fazer 49 anos e estar cá com saúde. Quando fiz 44, achava que era uma maçada fazer tantos anos - estava a ficar velha... Quando fiz 45, não sabia se conseguiria ultrapassar o cancro que tinha feito morada em mim e sobreviver. A partir daí, cada ano é uma vitória e a lembrança de que cada dia é uma dádiva e há que a aproveitar muito bem.

sexta-feira, fevereiro 12, 2010

Férias!!!

Hehehehe... Voltamos qualquer dia...!

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Mazelas...


terça-feira, fevereiro 09, 2010

Sem manchas...

Sem manchas! SEM MANCHAS!!!!
Podem dar-me os parabéns. Pois fui fazer os exames anuais e não fiquei com manchas...! YES! Foi a primeira vez!
Nos últimos dias, tenho andado tranquila. Só hoje tive dificuldade em engolir o pequeno almoço. Mas saí de lá sem manchas e com aquele "Está tudo ok!" que faz as minhas delícias...
Para quem não está a perceber nada desta conversa, digo que, sempre que estou ansiosa e enervada, fico com o corpo às manchas vermelhas, principalmente na zona do peito e pescoço... Quando vou fazer os exames anuais, essas manchas multiplicam-se e crescem de forma assustadora. Ah, mas hoje já não houve manchas!
Eu hei-de conseguir fazer os exames com tranquilidade (como o outro...). Ainda não foi este ano, mas há-de ser. Para já, dei um grande passo!

segunda-feira, fevereiro 08, 2010

X Encontro das Amigas do Peito e do Coração


Já há um tempo que nos apetecia recuperar aquele espírito dos primeiros encontros; aquele mesmo que nos fez crescer enquanto grupo e partilhar as dores e as alegrias, primeiro virtualmente e depois com toque e abraço.

Os ensaios e o teatro impossibilitaram que isso se repetisse mais cedo. Pelo meio, houve o I Encontro Rosa Esperança em Fátima, onde foi possível juntar amigas novas e conhecer mais pessoas que andam nesta batalha.

Finalmente, com o interregno que o teatro nos permitiu, foi tempo de juntar aquelas velhas amigas do início deste grupo, de voltar a juntar aqueles afectos que foram e são tão importantes.

No Parque Municipal do Cabeço de Montachique fizémos uma almoçarada que teve várias surpresas na ementa. A primeira foi um video, feito pela Gigi, com imagens dos nossos encontros desde o 1º, em 25 de Fevereiro de 2007, até ao 9º, em 13 de Dezembro de 2008. Antes de passar o video, distribuiu um lencinho a cada um e podem crer que foi usado...

Depois, 3 presidiárias fizeram de Floribellas e espantaram a bicharada que havia por ali...

Em seguida, foi tempo de coroar aquelas meninas lindas. Cada uma recebeu uma faixa de Miss qualquer coisa, conforme o que melhor a caracteriza... Pelo menos, tentou-se...

Houve também distribuição de prendinhas para mais tarde recordar.

Infelizmente, o Parque fechava por volta das 17h00, o que nos obrigou a levantar a tenda e ir fazer confusão para outro lado. Esse outro lado foi a casa da Isalenca, onde montámos a mesa, comemos os nossos restos e uma sopinha à moda antiga, feita pela sogra. Um enorme agradecimento à Isalenca e ao Acácio por nos terem recebido tão bem. Um pequeno senão, dois enormes cães que fiz o possível por ignorar na esperança de que eles me ignorassem também... Que raios, porque é que não optam por gatos???!!!!!!!!!!!!!

Como ainda não estava acabado o sábado, alguns resistentes rumaram a Alverca para irem ao Hot Spot, assistir à exibição do grupo SOS (música dos anos 80), cujo baterista é, nem mais nem menos, do que o Jota, marido da Gigi. Devo dizer que a banda foi super simpática, dedicou a noite às Amigas do Peito e do Coração e exibiram um laço cor-de-rosa no peito, na bateria e no microfone. Muito simpáticos!

Chegámos a casa depois das 3 da manhã, estoirados e com a certeza de que isto já não é para a nossa idade...
P.S. - A Lina disse, e muito bem, que nos ofereceram um bolo lindíssimo com o laço rosa e que só abrimos à noite... A tarde passou a correr...

Dia sem carne...!

Hoje é dia de contribuir para a continuação do planeta!
Esta será a última postagem com este tema, mas espero que não seja por isso que vão abandonar o projecto!

sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Colecção "Conhecer para Vencer"

Volume 1. Aprender sobre o Cancro

Concebida com o objectivo de constituir mais um “instrumento” para promover a Qualidade de Vida da pessoa com cancro, a Sociedade Portuguesa de Oncologia, com o patrocínio dos laboratórios Roche e Sanofi Aventis, desenvolveu a colecção Conhecer para Vencer.

“Aprender sobre o Cancro” é a primeira das quatro publicações que compõem esta colecção.

Contendo informação sobre o que é o cancro, as causas do seu aparecimento, os sinais e sintomas de alerta, assim como os tipos de tratamento actualmente disponíveis, esta publicação visa proporcionar uma melhor compreensão da doença a todos que se interessam pelo tema.

Cliquem na figura e acedam ao site. Poderão descarregar o Volume 1.
(Sociedade Portuguesa de Oncologia)

quinta-feira, fevereiro 04, 2010

Dia Mundial contra o Cancro

Comemorações do Dia Mundial contra o Cancro 2010, a 4 de Fevereiro, lembram que o cancro também pode ser prevenido.

O mote das comemorações do Dia Mundial contra o Cancro 2010, a 4 de Fevereiro, é "o cancro também pode ser prevenido". O objectivo consiste em salientar medidas simples que previnem o cancro, nomeadamente:


  • Não consumir tabaco;
    Dieta saudável e exercício físico regular;
    Reduzir o consumo de álcool;
    Protecção contra infecções que podem estar na origem do cancro.

O cancro é a principal causa de morte no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que, se não for tomada nenhuma medida, 84 milhões de pessoas venham a morrer de cancro entre 2005 e 2015.

Todos os anos, a 4 de Fevereiro, a OMS alia-se à União Internacional contra o Cancro, a fim de promover o combate contra o cancro. A prevenção e a promoção da qualidade de vida dos doentes com cancro são temas recorrentes.

Para saber mais, consulte:
OMS - Dia Mundial contra o Cancro - em árabe, chinês, espanhol, francês, inglês e russo.
Campanha Mundial contra o Cancro - http://www.worldcancercampaign.org/ - em inglês.
(http://www.portaldasaude.pt/portal)

quarta-feira, fevereiro 03, 2010

Para ti...!


Era uma vez em que havia milhões de estrelas no céu. Estrelas de todas as cores: brancas, lilases, prateadas, douradas, vermelhas, azuis...
Um dia, elas procuraram o Senhor, o Deus do Universo, e disseram-lhe:
- Senhor Deus, gostaríamos de viver na Terra com os homens.
- Assim será feito - disse-lhes Deus -, conservarei vocês todas pequeninas como são vistas e podem descer à Terra.
- Conta-se que naquela noite houve uma linda chuva de estrelas. Umas desceram nas torres das igrejas, outras foram voar e brincar com os vaga-lumes no campo, outras se misturaram nos brinquedos das crianças e a Terra ficou maravilhosamente iluminada. Porém, passando algum tempo, as estrelas resolveram abandonar os homens e voltar ao céu, deixando a Terra escura e triste.
- Por que voltaram? Perguntou Deus, à medida em que voltavam ao céu.
- Senhor, não nos foi possível permanecer na Terra. Lá existe muita miséria, muita desgraça, fome, violência, guerra maldade, doença...
E o Senhor lhes disse:
- Claro, o lugar de vocês é aqui no céu, a Terra é o lugar do transitório, daquilo que passa, do imperfeito, daquele que caiu, daquele que erra, daquele que morre...Aqui no céu é o lugar da perfeição, o lugar onde tudo é bom, onde tudo é eterno...
Depois que chegaram as estrelas me conferindo o seu número, Deus falou de novo:
- Mas está faltando uma estrela! Será que se perdeu no caminho?
Um anjo que estava perto retrucou:
- Não, Senhor! A estrela resolveu ficar entre os homens, ela descobriu que seu lugar é exatamente onde está a imperfeição, onde há limites, onde as coisas não vão bem...
- Mas que estrela é essa? - Voltou Deus a perguntar.
- Por coincidência, Senhor, era a única estrela desta cor.
- E qual era a cor desta estrela? - Insistiu Deus.
- É verde, Senhor! A estrela verde do sentimento da Esperança.
E, quando olharam para a Terra, a estrela verde já não estava mais sozinha.
A Terra estava novamente iluminada, porque havia uma estrela verde no coração de cada pessoa, porque o único sentimento que o homem tem e Deus não tem é a Esperança. Deus já conhece o futuro e a esperança é própria da natureza humana, própria daquele que cai, daquele que erra, daquele que não é perfeito, daquele que ainda não sabe qual é o seu futuro.