É só mais um bocadinho!

quinta-feira, dezembro 25, 2008

UPA

Olá. Espero que o vosso Natal tenha sido bom. Venho falar-vos de uma prenda que tive.
As minhas afilhadas ofereceram-me o CD+DVD do Movimento Unidos Para Ajudar - Levanta-te contra a discriminação das doenças mentais. As doenças mentais, por se expressarem através do comportamento, levam-nos a encará-las não como doenças, mas como problemas de personalidade e, como tal, objecto de juízos de valor, de crítica e de um olhar menos "solidário" do que se se tratasse de uma doença "mais física".

Tudo o que nos diminui como seres humanos deve, na minha opinião, levar a uma tomada de consciência. Não do comportamento dos outros para com os outros, mas do nosso comportamento para com os outros e do nosso comportamento para connosco próprios. Qualquer forma de discriminação, qualquer atitude ou postura de que resulte menos entreajuda, menos solidariedade, menos coração, deve ser vista como algo a tratar. Não é necessário que cada um de nós vá para a rua com uma bandeira, gritar contra o que quer que seja. Se fizermos esse trabalho de casa, em casa, dentro de nós, já demos um grande passo e quem sabe, um dia, não serão precisos movimentos nenhuns.
Aqui, neste grupo, também há pessoas diferentes. Pessoas que foram mutiladas fisicamente, que andaram sem cabelo, que carregam o peso de uma doença que assusta, que mete medo. Decerto, para nós, o espírito deste movimento faz sentido.
Transcrevo um pouco da letra da música que abre este CD: "Alguém me ouviu (mantém-te firme)". O tema é Desespero/Esperança. Agora, Upa, Upa, toca a levantar o rabo da cadeira e apoiar esta causa comprando o disco que, por sinal, é bem giro.

Chorei
Mas não sei se alguém me ouviu
E não sei se quem me viu
Sabe a dor que em mim carrego
e a angústia que se esconde
Vou ser forte, vou-me erguer
E ter coragem de querer
Não ceder, não desistir, eu prometo.

Busquei
Nas palavras o conforto
Dancei no silêncio morto
E o escuro revelou
que em mim a Luz se esconde
Vou ser forte, vou-me erguer
E ter coragem de querer
Não ceder, não desistir, eu prometo.


9 Comments:

Nela,
a letra é linda muito sentida e nós sabemos o que isso é!
Eu comprei foi a Leopoldina e Filhos do Coração esse não conhecia...obrigado pela lembrança!
Beijokas

25/12/08 21:45  

Olá, Nela.
Vi as fotos da visita que fizeram à Gigi. Estão ótimas. Vocês são incríveis!
Obrigada por suas visitas ao meu blog, pelas palavras encorajadoras. Desejo que 2009 seja um ano de muita saúde para você e sua família, que todos os seus projetos se realizem e você tenha muitas alegrias.
Beijinhos carinhosos.

26/12/08 03:27  

Nela, tu és uma pessoa fantástica. Ando a fazer um esforço para ser uma pessoa melhor, mas tu colocas a bitola muito alto. Não quero desistir deste meu propósito, mas, mesmo que evolua como pessoa, nunca chegarei aos teus dedinhos do pé. Se tiveres tempo transmite à Gigi o meu carinhoso desejo que ela volte rapidamente a uma vida normal. Não digo feliz pois acho que ela tem sabido ser feliz. Essa prova de sabedoria já ninguém lha tira. A ti também não, querida Nela. Muito beijinhos e parabéns por seres quem és.

26/12/08 09:53  

Querida Nela, tb confesso a minha ignorancia, (talvez pouca publicidade) nao conhecia mas ouvi e gostei vou tentar encontar o cd.
Obrigada bjinhos a todos vós.
Zélia

26/12/08 10:08  

*****

Sabem uma coisa?
Pelo Natal hiberno.
Tal como a Madalena eu tento melhorar - sem êxito...
Pois é, burra velha não aprende línguas.

À laia de balanço: 2008 foi de sonhos, uns concretizados outros nem tanto. Lágrimas (muitas) pela minha vida pelo meu marido, pelas amigas - estas queridas - (umas reais outras virtuais).

Tenho de agradecer ao meu Jesus que apesar de tudo continua a nascer para ver se consegue que os homens deixem de pensar menos nas rabanadas, nos coscurões nas roupas novas e nas "velhas" e mudem, mas para melhor! "Pior é impossível...
Não, não perdi a esperança. Vocês vão ver, agora com o 2009 que espreita, vai ser tudo do bom e do melhor. A Humanidade vai tomar jeito.
Por mim, eu vou tentar!

Pelo meu filho:
Todos iguais todos diferentes!!!!

Uma tonelada do meu açucar transformado em beijinhos.
laura

26/12/08 12:49  

Nela, obrigada pelo teu sms, veio na hora certa...mas isso já tu sabias, não é verdade? Nunca me irei esquecer...são gestos 'pequenos' como esse que cimentam as amizades...

Beijo grande.

26/12/08 12:49  

Laurinha, que bom ler-te e que bem escreveste! Mensagens de esperança e o que todos precisamos. Um beijo enorme para ti!

Bjcs

26/12/08 12:51  

Pois é, a discriminação ainda é muita. Em todas as frentes.

Para mim a diferença é sempre nenhuma, e quando a encontro não é dos outras em relação a mim... sou mesmo eu que me diferencio por ser tão pouco perto de algumas pessoas, que tendo as suas diferenças são um mundo de grandeza.

Laurinha, bolas que quando apareces falas sempre bem. Bjinhos para ti

Gosma, para ti rien, já nem sei que te dar mais...

26/12/08 14:47  

Esta causa toca-me particularmente... Talvez por achar que a linha que separa os "iguais" dos "diferentes" é muito ténue, apesar de imaginarmos que é um muro muito largo e alto que só salta quem quer. E não é de todo assim!
Vou comprar um CD para mim, para ouvir no carro e chorar se me apetecer sem ninguém ver...

30/12/08 20:02  

Enviar um comentário

<< Home