É só mais um bocadinho!

segunda-feira, dezembro 08, 2008

Notícias do Caden

O especialista de Chicago já deu o seu parecer e é coincidente com o que disseram em Omaha: estadio 3 com boas hipóteses de reagir bem à quimio e radioterapia, sem metástases.
Amanhã será a consulta de radioterapia e os tratamentos de quimio começarão na próxima segunda-feira.
E o principal: VAI CORRER TUDO BEM!!!
Beijinhos grandes daqui até Lincoln.

15 Comments:

Ainda bem que as noticias sobre o Cadem são boas.
Vai correr tudo bem.

Beijos grandes

8/12/08 23:09  

Fiquei muito feliz com as noticias do Caden! Vai correr tudo bem mesmo! beijocas

Nês

(Gnose, Gnose, Gnose!!!!)

8/12/08 23:53  

Apenas digo que estou do lado do Caden e da Jen... que vai dar tudo certo.

Bjinhos até lá

9/12/08 11:25  

Yes! O Caden vai ficar bem, eu sei disso. Pronto, sou como a Manuela e os seus feelings... :-)

Beijocas grandes

9/12/08 12:07  

Caden estou a torcer por ti, e vais ser mais um vencedor!
Jen muita força e coragem. Beijinho para vós.

9/12/08 13:38  

Tudo vai correr bem, pois!
Bjs

9/12/08 13:47  

Isto dos políticos dizerem uma coisa e depois fazerem outra!!

Governo não comparticipa vacina do colo do útero in D.N. -6.12.08

DIANA MENDES
GONÇALO BORGES DIAS
Regulação. Infarmed indeferiu pedido de comparticipação da vacina quadrivalente, o que significa que cerca de 2,2 milhões de mulheres terão de pagar 437 euros se quiserem proteger-se contra o papilomavírus humano. A entidade diz que não há uma relação favorável entre os custos e os benefícios
A vacina contra o cancro do colo do útero não vai ser comparticipada, o que significa que as mulheres com mais de 13 anos terão de pagar a imunização por inteiro. A excepção são as raparigas que completam 17 anos entre 2009 e 2011, que ainda vão ser vacinadas no âmbito do Plano Nacional de Vacinação. O Infarmed confirmou ao DN que a vacina quadrivalente (Gardasil) não terá a comparticipação de 37% e que o pedido de apoio para a vacina bivalente ainda está a ser analisado. O laboratório envolvido, a Sanofi Pasteur, disse ao DN que não prestava declarações.

O Infarmed diz que "a decisão é desfavorável à comparticipação" e explicou que "não encontrou uma relação favorável entre os custos e os benefícios" da vacina. E baseou a conclusão em dados como a "eficácia, nomeadamente a duração da protecção imunológica", nas mulheres com mais de 13 anos, ou seja, as que foram excluídas do plano de vacinação. A protecção é de 98% a 100% entre os 16 e os 26 anos e ao fim de cinco anos já se provou que a vacina continua a dar resposta em contacto com o vírus.

Dados mais recentes mostram ainda que a vacina tem uma eficácia de 92% em mulheres entre os 26 e os 45 anos. Daniel Pereira da Silva, director do serviço de ginecologia do IPO de Coimbra, disse ao DN que, tal como outros especialistas, "gostaria que a vacina fosse comparticipada, porque o plano de vacinação deixa muitas mulheres de fora".

Para que a vacina tenha mais impacto na população, "através de uma redução do número de casos novos e da mortalidade, era preciso que 90% das mulheres fossem vacinadas", explica. O impacto que se prevê de redução de 60% a 70% na mortalidade só será atingido daqui "a 20 anos, quando se sentirem os efeitos do plano". Mas podia ser "mais imediato".

O médico reconhece que a vacinação gratuita de jovens de 13 anos já tem custos elevados para a tutela e que o financiamento de parte dos custos noutras faixas etárias exigiria "um esforço considerável". Veja-se: as três doses da vacina custam 437,49 euros. Com os 37% de comparticipação, cada mulher pagaria menos 161 euros.

Dois milhões têm de pagar

Mais de 2,2 milhões de mulheres entre os 15 e os 44 anos ficam de fora do plano de vacinação, tendo por base os dados por grupo etário do INE de 2007. Mesmo tendo em conta que, entre 2009 e 2011, as raparigas de 17 anos ainda vão beneficiar de uma vacina gratuita, a verdade é que a grande maioria das mulheres terá de pagar a imunização se quiser. Só entre os 15 e os 24 anos, onde há dados comprovados de eficácia da vacina, ficam mais de 600 mil raparigas de fora. Faixas etárias em que o risco de infecção é maior.

Os dois laboratórios que produzem a vacina submeteram pedidos de comparticipação em períodos diferentes. A Sanofi Pasteur MSD, que produz a vacina que protege contra quatro tipos de Papilomavírus Humano, esperou quase dois anos por uma resposta do Infarmed, que resultou em indeferimento.

A Cervarix, da GlaxoSmithKline, tem um custo mais baixo, mas só protege contra dois tipos de vírus, neste caso os que têm maior potencial oncogénico (o 16 e o 18). Deixa de fora a protecção contra condilomas genitais e lesões de baixo grau. Segundo o Infarmed, o pedido de comparticipação ainda está em análise. Ao que o DN apurou, o dossier foi entregue em Janeiro de 2007.

9/12/08 14:55  

Nela, que boas notícias do Caden! Tem corrido tudo bem e vai continuar a correr. Beijinhos Jen.

Bjcs.

9/12/08 15:45  

Vai correr tudo bem com o Caden. Se os americanos estão optimistas, nós também estamos.

Beijinhos para o Caden e Jen.

9/12/08 15:46  

Vai correr tudo bem-
Eu acredito


BJFS

9/12/08 16:49  

Isalenca, olha que acho que comparticipa sim! a minha filha já levou a 1ª dose.
E quem nos contactou foi o próprio gabinete de enfermagem do centro de saúde... agora volta lá no inicio de Janeiro para a 2ª dosagem e fica a faltar a 3ª.
O Pediatra até me aconselhou a esperar por esta vacina comparticipada porque me disse que era mais completa que a que se comprava na altura...

O que se coloca com as idades das raparigas em que foi começada a ser dada prende-se com o inicio, cada vez mais precoce, da vida sexual, daí as de 95 terem sido já chamadas. Para o ano serão as nascidas em 96... e assim sucessivamente.

Ou eu não entendi patavina da noticia que nos deste?!

9/12/08 16:49  

É só até final de 200´11- para as meninas que fazem 17 anos (caso da minha por exemplo). Mas o que é giro é que aconselham até àos 26 (com ou sem vida sexual) mas o que é certo e oficial é.
"A excepção são as raparigas que completam 17 anos entre 2009 e 2011, que ainda vão ser vacinadas no âmbito do Plano Nacional de Vacinação"
O que é incrível é que no Brasil pensam colocar esta vacina obrigatória até aos 26 anos!! Será queo útero das mulheres no Brasil é diferente??!!

9/12/08 17:57  

O Caden apesar da idade vai conseguír!
Vai ser uma batalha como sabemos mas Deus vai estar com ele e ajudá-lo!!!
Beijinhos grandes para o Caden e familia.
Obrigado pelas noticias Nela beijos

9/12/08 21:39  

Um beijinho grande para o Caden e para a Jen.
Se Deus quiser,tudo vai correr bem.
Um abraço para ti e maridão.
Carmen.

9/12/08 22:09  

Pois... lá vou eu deixar a minha... Tás sempre a pedi-las, que hei-de eu fazer?
A vacina comparticipada para meninas até aos 13 anos??? Porra! Tenho uma filha com 16, que já iniciou a sua vida sexual. Pago impostos do caraças! E ainda tenho que pagar pq ela tem três anos de "atraso"? E pq começou uma vida sexual aos 15 com um namorado que foi a sua grande paixão até agora? Mesmo que não tivesse sido, mesmo que fosse só curiosidade...

Para mim, é assim: VACINAS SÃO PARA TODOS OS QUE PRECISAM E PARA QUEM SE JUSTIFIQUE (eu já não tenho útero, acho que não preciso - ahahah).

Quanto ao Cadem, espero e tenho a certeza que nenhuma de nós se vai esquecer do mantra da Nela (a minha DaLuz, a minha Pessoa): Ele ESTÁ JÁ BEM!´

É este o mantra, não é, irmã da minha alma?

Beijos para todas (para ti tb, ranhosa).

9/12/08 23:50  

Enviar um comentário

<< Home