É só mais um bocadinho!

terça-feira, junho 20, 2006

Descoberto gene do cancro da mama

Portugal Diário on-line - 2006/06/20 - 12:18

Gene pode causar o aumento do risco da doença entre as europeias

Investigadores de uma empresa da Islândia descobriram um gene do cancro da mama que pode causar o aumento do risco da doença entre as europeias, informa um estudo publicado hoje na revista «Public Library of Science Medicine», noticia a Lusa.
De acordo com os investigadores da empresa islandesa Decode Genetics, o gene entra em acção com os genes BRCA1 e BRCA2 que são os responsáveis pelo aumento do risco de doença em cerca de 80 por cento.
A descoberta do gene, identificado por BARD1, sugere que as mulheres que têm certas mutações em dois dos genes correm grande risco de sofrer de cancro da mama, disseram os cientistas.
Os investigadores da Decode Genetics seguiram durante o estudo 1.090 mulheres islandesas que sofriam de cancro da mama e 703 que não sofriam da doença.
O gene BARD1 foi encontrado em 2,8 por cento das mulheres com cancro da mama e detectado em apenas 1,6 por cento no grupo que não sofria da doença.
Segundo os cientistas, a mutação BARD1 não é especialmente perigosa, mas para quem tem também uma mutação específica no BRCA2 o risco de cancro da mama aumenta consideravelmente.
«Quando uma mulher tem os dois genes (BARD1 e BRCA2), é quase certo que vai desenvolver um tumor cancerígeno no seio», explicou o investigador Kari Stefansson.
A mutação BARD1 foi descoberta em famílias italianas e finlandesas com antecedentes de cancro da mama e do ovário, mas não foi encontrada em pessoas de origem chinesa, japonesa e afro-americana.
Os investigadores islandeses não sabem dizer se esta descoberta pode ser aplicada ao resto da população mundial mas consideram que o gene BARD1 pode ajudar a compreender os mecanismos da genética do cancro da mama.
O cancro da mama é diagnosticado a mais de um milhão de mulheres por ano em todo o mundo.

domingo, junho 11, 2006

Força !

Dia 12 de Junho, uma das nossas "meninas" do blog vai iniciar os tratamentos de quimioterapia. Não sabemos o nome dela, nem isso é importante. Daqui vai um grande beijinho e os votos de que tudo corra pelo melhor!
Como sempre, vamos estar aqui, para o que der e vier. Força! E só mais um bocadinho...

sexta-feira, junho 09, 2006

Heavy on my heart

I try to fly away but it's impossible
And every breath I take gives birth to deeper sighs
And for a moment I am weak
So it's hard for me to speak
Even though we're underneath the same blue sky

If I could paint a picture of this melody
It would be a violin without its strings
And the canvas in my mind
Sings the songs I left behind
Like pretty flowers and a sunset

[Chorus:]
It's heavy on my heart
I can't make it alone
Heavy on my heart
I can't find my way home
Heavy on my heart
So come and free me
It's so heavy on my heart

I've had my share of pleasure
And I've tasted pain
I never thought that I would touch an angel's wings
There's a journey in my eyes
It's getting hard for me to hide
Like the ocean at the sunrise

[Chorus:]
It's heavy on my heart
I can't make it alone
Heavy on my heart
I can't find my way home
Heavy on my heart
So come and free me
It's so heavy on my heart

Love, can you find me in the darkness, and love,
Don't let me down
There's a journey in my eyes
It's getting hard for my to hide
And I never thought I'd touch an angel's wings
Whooo...
[Chorus]

Anastacia (sobrevivente de um cancro de mama)