É só mais um bocadinho!

quarta-feira, Maio 10, 2006

Quimioterapia

Temos uma pessoa a pedir informação sobre quimioterapia; vai iniciar os tratamentos. Vamos ajudar?
O termo quimioterapia engloba o tratamento com muitos fármacos diferentes, usados sozinhos (quimioterapia com um único agente), ou em associações de dois ou mais fármacos (terapêutica combinada). Normalmente administram-se vários ciclos de quimioterapia com intervalos de algumas semanas e portanto o período total de tratamento pode prolongar-se por vários meses. Alguns fármacos são ingeridas oralmente e outros são administrados por injecção intravenosa.
Os efeitos secundários mais frequentemente referenciados, que variam de gravidade conforme os fármacos usados, incluem: fadiga, náuseas, vómitos e perda de cabelo. Podem-se prescrever fármacos designados por antieméticos, para prevenir ou aliviar o enjoo durante o tratamento. O cabelo, que cai por causa da quimioterapia – embora nem todos os fármacos tenham esse efeito – normalmente volta a crescer dentro de poucos meses depois da conclusão do tratamento.
Os fármacos usados na quimioterapia podem originar toxicidade hematológica (do sangue), que por sua vez, pode causar uma diminuição na produção das células sanguíneas e também nas plaquetas, envolvidas no processo de coagulação. Esta toxicidade pode ter como resultado a fadiga (devido à falta de eritrócitos), diminuição da resistência às infecções (falta de leucócitos) e aumento da susceptibilidade à formação de hematomas/hemorragia (falta de plaquetas). Durante o período de tratamento fazem-se regularmente análises ao sangue para verificar se o número das células sanguíneas se reduziu. Se for necessário pode-se recorrer a transfusões ou tratamentos médicos para repor o número de eritrócitos. Também há medicamentos disponíveis para melhorar o número de leucócitos e, portanto, aumentar a resistência do doente às infecções. Por fim, podem-se administrar outros tratamentos para prevenir a infecção.

13 Comments:

"Homeopatia e o cãncer?
---------------------------------

Para quem não sabe o que é verdadeiramente a Homeopatia, com certeza irá assustar quando ouvir falar em tratamento de Homeopatia no paciente portador de Câncer.

É por isso que, antes de falar dos benefícios da Homeopatia nestes casos delicados, irei definir melhor o que vem a ser a maravilhosa Homeopatia.

Homeopatia é um método terapêutico, que utiliza medicamentos diluídos e dinamizados, e cuja matéria prima é retirada dos reinos animal, vegetal e mineral.

Este método terapêutico é aplicado através de um raciocínio descoberto pelo médico alemão Dr. Frederico Samuel Hahnemann conhecido como "Similia Similibus Curentur” ou seja "Os Semelhantes curados pelos Semelhantes".

Hahnemann nos ensinou como é feita esta semelhança. Ela é feita através da comparação entre os sinais e sintomas que o paciente apresenta quando está doente com o medicamento mais semelhante na Matéria Médica Homeopática.

O maravilhoso no tratamento homeopático é que o mais importante não é o diagnóstico da doença, pois a Homeopatia valoriza o paciente e dá importância a seus sintomas: físico, funcional, emocional e mental, não importando muito se ele é portador de rinite, bronquite, pneumonia ou câncer.

A Homeopatia não irá tratar a rinite do João.

Ela irá tratar o João com sua rinite.Da mesma forma, a Homeopatia não irá tratar o câncer de João. Ela tratará o João que é portador de um câncer.

Agora, falando sobre o paciente portador de câncer.

Todos nós médicos sabemos que o câncer é ainda uma patologia que desafia a medicina desde que o homem existe na face da Terra. Os livros mais antigos já falavam de feridas que não se fechavam, de nódulos que cresciam e se multiplicavam, de vísceras e órgãos que cresciam descontroladamente, de males incuráveis que hoje sabemos que é o câncer.

Muita coisa mudou, a medicina evoluiu muito principalmente no campo do diagnóstico precoce pela imunologia, na hematologia, na citologia, na citopatologia, nos exames de U.S., Tomografia e Ressonância magnética e no tratamento alopático com o auxílio da quimioterapia, radioterapia, cirurgia, imunomoduladores e muitas outras maneiras de tratamentos inovadores.

Mas de uma coisa todos nós médicos, enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, sabemos muito bem que o paciente portador de câncer precisa muito de amor, carinho, dedicação, força, medicina de ponta com médicos especialistas em Oncologia e também, de um acompanhamento multidisciplinar e é neste grupo que a Homeopatia tem o seu enorme valor e vou aqui enumerar os benefícios da Homeopatia ao paciente portador de câncer. São eles:

1) diminuir a ação dos efeitos colaterais da quimioterapia e da radioterapia
2) melhorar a função dos órgãos e vísceras, facilitando a desintoxicação e a eliminação.
3) diminuindo os edemas e facilitando os vasos sanguíneos e linfáticos
4) diminuir as infecções e inflamações difíceis de serem controladas
5) melhorar o apetite, a absorção e o aproveitamento do alimento.
6) diminuir ou estacionar o crescimento de nódulos, tumores e gânglios.
7) diminuir a dor aguda e crônica
8) melhorar a qualidade de vida
9) ajudar no equilíbrio emocional e mental
10) ajudar o pré e o pós-operatório dos pacientes favorecendo sua recuperação.
11) o medicamento é muito barato, sem efeito colateral e sem contra indicação.
12) pode ser administrado com outros remédios sem interação medicamentosa."

http://www.oncoguia.com.br/recursos_homeopatia/home.asp

10/5/06 11:48  

Obrigada Manuela.Estou muito assustada com tudo isto. O seu "blog"tem ajudado muito.Também consultei uma Homeopata, mas estou com medo que os medicamentos interfiram, não tomei ainda nada, quero falar primeiro com a médica oncologica com quem vou ter consulta antes do 1ºtratamento de quimio (só para Junho).
Alguém sabe mais alguma coisa da Dra. Paula Ravasco?
Obrigada.Um beijinho para todas e que tudo vos decorra pelo melhor

11/5/06 12:58  

Olá e força,

Tanto quanto sei, não só os medicamentos homeopatas não interferem com a quimio, como é importante que comecem a ser tomados antes, para uma maior eficácia.
O meu mail é lahynaluz@gmail.com
Se quiser conversar mais um pouco, por favor, não se iniba.
O medo é o nosso maior inimigo. Também é o nosso mais habitual companheiro! Acho que só mesmo tendo um bom suporte é possível irmos convivendo com ele até conseguirmos que o espaço que ocupa seja cada vez menos.
Escreva-me, sim?
Um beijinho

11/5/06 15:45  

Obrigada Manuela.É de facto uma pessoa espectacular!Tenho usado "anónimo" por razões familiares- para que não comecem a sofrer já...
Obrigada pela disponibilidade.Depois escrevo, agora vou tentar dormir pois amanhã vou estar cedo no IPO.
As melhores felicidades.

12/5/06 00:13  

Querida Anónima,

Já começou os tratamentos? Como tem passado? Vá contactando connosco. Falar ajuda. Um beijinho e força. É só mais um bocadinho! E depois tudo passa...

16/5/06 11:10  

Obrigada Manuela pelo apoio.É muito bom sentir mais uma pessoa a compreender-nos e a querer o melhor para nós. Só vou começar a quimio dia 12/6.Vou andando com os "anseios" da situação.
Acredito que tudo vai correr bem, pois é o que o meu médico, o meu marido, a minha família e amigos me dizem.Mais uma vez obrigada pelo apoio e que tudo esteja bem para si.

18/5/06 18:29  

Posso enviar-lhe só um beijinho e transcrever umas palavras alheias?

Há duas formas de viver a vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

19/5/06 15:17  

Mais uma vez obrigada Manuela.Acho que podemos acreditar que todas as coisas são um milagre.
Um beijinho para si.

20/5/06 17:01  

ola? a 4 anos tive cançer atè hj meu cabelo naum cresceu
mais,fiz 3 meses de quimio e radio ?oq poderei fazer para q ele volte a crescer

6/12/06 23:47  

Andre Luiz,

Obrigada pelo contacto. Grande nome! Esclarece-me só uma coisa: pelo nome, és homem. O cancro que tiveste foi onde?

Relativamente ao que dizes, é a primeira vez que ouço essa situação de o cabelo não voltar a crescer, mas agora vou investigar e perguntar a quem saiba. E volto aqui a dar as respostas que encontrar. Prometo.

Entretanto, diz-me, como te sentes? Está tudo a correr bem contigo? Controlado? Espero que sim.

Não saias de contacto, sim?
Obrigada

7/12/06 21:26  

Olá
Em primeiro lugar os meus parabéns pelo blog. Não abundam os sítios na internet onde possamos trocar experiências sobre o cancro. Vim parar a este blog, assim como que por acaso, quando pesquisava no Google medicamentos homeopáticos que atenuassem os efeitos da quimioterapia. Não encontrei o nome do medicamento em si, mas vim parar a este “cantinho” de solidariedade, mais propriamente a este post e ainda bem que isto aconteceu. O meu nome é Constança, 31 anos, tenho linfoma de hodjkins e iniciarei a minha quimioterapia no próximo dia 26 de Maio. Gostaria da vossa ajuda, conselhos e sabedoria acerca de opção por medicamentos homeopáticos que possam minimizar os efeitos secundários do tratamento. Como costumo dizer, não sou passarinho de gaiola, para mim iria ser muito difícil ter que ficar em casa por causa dos famigerados efeitos colaterais…
Um grande beijinho a todas, cheio de coragem

22/5/09 13:33  

Olá Constança,

Eu nem vou responder ao detalhe porque conheço quem o fará muito melhor do que eu: a Gigi.
http://quimio-gigi.blogspot.com/

A Gigi também tem um linfoma de Hodjkin e também toma medicamentos homeopáticos receitados pela Dra. Telma Pereira e fez autotransplante. Acho que vão ter muito que falar as duas.
Obrigada por ter vindo até aqui.
beijinhos

22/5/09 13:40  

Muito mas muito obrigada!

Um grande beijinho

Constança

25/5/09 20:57  

Enviar um comentário

<< Home